October 16, 2010

Política (Eleições) e A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias - 2ª parte


Alguns estão usando o discurso do Presidente Cláudio Costa na Conferência Geral, da presidência dos Setenta, onde ele disse que o Brasil hoje está melhor, cumprindo a profecia que o profeta Spencer W. Kimball havia feito no início da década de 80, como se isso fosse mérito apenas do governo Lula.


http://www.youtube.com/watch?v=LLYJ3_Iaj5c


Apenas lembrem-se que Cláudio Costa, e quase toda sua família, moram nos EUA há bem mais de uma década. Ele somente cita a inflação. E o que reduziu a inflação do Brasil foi o plano real.

Usam as palavras de uma autoridade geral (que por acaso é contra socialismo e comunismo, conforme ele disse em serão com Elder Nelson em Goiânia em abril deste ano) e deturpam dizendo que ele apóia Dilma, sendo que ele apenas citou a profecia do Profeta Spencer Kimball, e Gordon B. Hinckley e outros que disseram que o Brasil seria um país próspero, se os membros da Igreja agissem.

“Banir, aprisionar, pilhar, passar fome, enforcar, e queimar homens por religião, não é o Evangelho de Cristo, mas a política do demônio. Cristo jamais usou qualquer coisa que se parecesse com a força, com excessão de uma vez, que foi para expulsar os mercado­res para fora do templo e não para fazê-los entrar”.

David O. McKay, Ancient Apostles, 1964


Sobre a imparcialidade da igreja:

“Por favor, cumpri vossos deveres de cidadãos em vossas comunidades, estados e nações. Prestigiai e apoiai a lei. Trabalhai dentro dos limites da lei para serdes uma influência benéfica, conforme o Profeta Joseph Smith nos recomendou. Evitai, por favor, envolver a Igreja em questões políticas, mesmo que seja por implicação. É tão fácil, se não tivermos cuidado, projetar nossas preferências pessoais quanto a determinado assunto como se fossem posição da Igreja.”

Spencer W. Kimball, A Liahona, Agosto de 1976

Somente por isso, é crítico usar as palavras de uma autoridade para defender um candidato político no Brasil, e que se respeite a opinião alheia.

“Se os homens serão trazidos ao tribunal do julgamento devido a cada um de seus atos secretos, quanto mais os Administradores terão que prestar contas de seus atos públicos perante Deus e do santo sacerdócio.”

John Taylor,Journal of Discourses, vol. 20, pp. 42-43

O fato de o Serra ser à favor da união civil é diferente do casamento gay (já discutimos isso em outro tópico).

Até em Utah o Governo de Estado (que é republicano por enquanto) já aprovou a lei que evita discriminação (suportada pela Igreja no tocante à tratamento igual a qualquer ser humano), e o que existe é o que aqui se chama de Domestic Partnership Ordinance.

Não é a União Civil, mas com mesmo efeito, uma vez que dá aos que moram juntos os mesmos direitos como na união civil. Casais homossexuais que moram juntos vão ao 'cartório' da cidade e fazem um documento que, por lei, é válido para que seu parceiro receba benefícios como convênio médico, herança e outros mais.

Não é o casamento. Mas isso evita discriminação, principalmente, o que é inadmissível.

Na Constituição da Itália existe uma linha igual à da Proclamação ao Mundo, que casamento somente entre homem e mulher, mas lá também os direitos de casais homossexuais que moram juntos são garantidos.

É, não temos muita escolha sobre candidatos no Brasil, mas é bom aplicar o que eu coloquei na 1ª parte deste assunto:

"Eu lhes direi agora como votar. Leiam a sessão 134 de Doutrina e Convênios e o capítulo 29 de Mosias, então orem à respeito e saberão exatamente quem vocês deveriam votar para a eleição. "

Harold B Lee, discurso para Seminário e Instituto BYU 8 de julho de 1966


E que ganhe aquele que possibilita a total liberdade de crença no Evangelho de Jesus Cristo, a obra missionária, a construção e adoração nos templos e a nossa liberdade de cuidar e ensinar nossos filhos à maneira do Senhor.

Se olharem à fundo, um candidato permite tudo isso com mais garantia que a outra.

E nem se precisa entender muito de política, pra saber que Serra tem quase a necessidade de vencer.

Para a saúde da democracia.

No Senado , o PT tem a maioria. Se Dilma ganhar, ela poderá mudar toda a Constituição Brasileira. Coisa que o Lula tentou fazer mas não conseguiu por não ter a maioria no Senado o apoiando.

Esse país pode realmente virar uma Venezuela.

Aos que duvidam, é somente uma questão de tempo.

Desde a época que eu era militante do PT (sim, infelizmente tive essa experiência - nas diretas já), existiam alas radicais naquele partido no país todo. E alguns deles ainda fazem parte do PT. Isso não significa que eu milite por algum outro partido.

A democracia se resume numa só palavra: povo. É o povo que decide direta ou indiretamente os rumos da nação. No caso do Brasil, vivemos numa democracia representativa, ou seja, o povo elege representantes para tomar as decisões e governar o país. Resumindo: os políticos são funcionários do povo.

Eles não podem sair por aí mudando Constituição e criando leis que não sejam de decisão do povo fazê-lo.

Um povo que passa fome, votará em quem lhe der comida. Um povo que não tem energia elétrica, votará em quem lhe der luz – tudo isso independente do que esse “quem” é. Isso é uma triste falta de perspectiva. O povo que não tem nada, não sabe - muitas vezes não quer saber – quem são os políticos e o que eles representam, eles querem é saber o que estão ganhando.

Uma aprovação popular tão grande como essa, de um povo que não entende, em sua maioria, o que está realmente acontecendo, são presságios de regimes totalitários (Hitler também tinha algo em torno de 80% de aprovação do povo).

E outra coisa, não é terrorismo. É o que eu vejo acontecer e é minha opinião.

Terrorista é a candidata. Seu grupo, na época da ditadura militar, promoveu assaltos, sequestros e assassinatos. Qualquer outra pessoa que estivesse no lugar dela, apoiada pelo Lula, teria o mesmo resultado.

O PT desafiou as leis, as instituições e a constituição. Mas o povo nem percebeu. Os ricos e pobres ficaram satisfeitos – a classe média se lascou. O que está acontecendo com o Brasil é uma luta silenciosa, controlada e abafada. Vide história da Venezuela.

A nova cartilha do PT prega maior presença do Estado na economia, com fortalecimento das empresas estatais e das políticas de crédito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal para o setor produtivo.

Isso significa que em todos os setores da economia haverá sempre dinheiro público no meio, e logicamnete uma alta carga tributária para manter tudo.

Eu que estou de fora, mas pago imposto nesse país, sei o que estou dizendo, os impostos triplicaram nos últimos 4 anos.

Muito bem, o PT diz que as mudanças não serão de esquerda, mas porém, que Dilma estará a esquerda de Lula, considerado pragmático pela ala radical do PT.

Basta ver a carta que General Maynard Marques de Santa Rosa fez, e que lhe custou a exoneração do seu atual posto. Espero que não enterrem este general como fizeram com o Oficial Heleno, colocando-o atrás de uma mesa, no fundo de algum escritório obscuro, ou até num caixão.

Conheço muitas pessoas no Brasil e vivi em muitos lugares. Para a grande maioria tudo piorou muito.

Eu li isso no site do PCdoB:

"Ao contrário do que pregam os capitalistas e até mesmo alguns partidos de esquerda, a luta pelo socialismo, historicamente, continua na ordem do dia, ou seja, continua sendo uma exigência histórica da humanidade.
(...) A humanidade terá de escolher entre o rumo socialista e alcançar novas conquistas civilizatórias, ou retroceder a formas inferiores de convivência social."

Em outras palavras, "ético" é o que ajuda aos comunistas a tomarem o poder e exterminarem seus oponentes. Para a moral marxista/leninista, qualquer ato, por mais atroz que seja perante a moral "burguesa" ou "religiosa", é "ético" desde que ajude a implantação do comunismo.

Estou errada? O PCdoB apóia o governo federal.

Já dizia Hannibal Lecter (o psicopata do Silêncio dos Inocentes):

"E seja grato. Nossas cicatrizes possuem a força de nos lembrarem que o passado era real."

"And be grateful. Our scars have the power to remind us that the past was real."
~ Hannibal Lecter

No portal do partido, existe uma página de "Respostas às perguntas mais freqüentes" curiosamente chamada de "FAQ", que pode ser acessada em http://www.vermelho.org.br/pcdob/faq.asp

As partes que copio de lá, estarão entre aspas.

Partindo do parágrafo que postei acima, é claro que o Genocídio que ajude o comunismo é "ético". Denunciar este genocídio é "antiético". No século passado um véu de silêncio envolveu o genocídio comunista na União Soviética. O "New York Times" ativamente escondeu os crimes do stalinismo na década de 1930. Trata-se de fato histórico amplamente documentado. Em menor escala, a CNN encobriu os crimes da ditadura iraquiana na década de noventa. Coincidência ou não, Saddam era fã de Stalin.

Estou dizendo isso porque a maioria dos que votam em Dilma, ainda a admiram ainda mais por ela ter sido guerrilheira e terrorista, ter sequestrado e participado de grupos que assassinou pessoas.

Mas dá pra entender quando se lê o que está escrito no site desses partidos.

O assassinato de milhões de pessoas perpetrado pelos comunistas no século passado, caso servisse na construção do comunismo, seria "ético". Como falhou, pode ser classificado como um "erro". A distinção ocorre justamente no fato de que tentativa falhou. O assassinato, desde que contribua para a vitória do proletariado na "luta de classes", é um ato ético. Nas palavras de Lênin:

"Nós dizemos que qualquer outra forma de moral é um engano, uma fraude, um narcótico para a mente dos trabalhadores e camponeses em favor dos latifundiários e dos capitalistas."

É só olhar a avaliação do PCdoB sobre a experiência socialista na China, aonde se ignora por completo o genocídio de dezenas de milhões de Chineses pelos comunistas.

Neo-comunista e comunista não tem muita diferença, assim como Neo-nazista e nazista também não.

Mas daí alguns vêm dizer que tais fatos são ligados ao PCdoB, e não ao PT de Dilma e Lula. Eu não saí do PT porque não gostava de Lula, mas por causa dessas contradições.

Vamos ver como cada partido se define, por suas próprias palavras.

Ao contrário do PCdoB, o PT não se rege pelo "centralismo democrático", mas pela "unidade de ação", que permite as tendências internas, mas, após tomada a decisão, exige obediência, sob pena de expulsão, como vem ocorrendo com os "radicais".

O próprio PCdoB diferencia-se do PT:

"O PCdoB defende o marxismo-leninismo, a ciência social fundada por Marx e Engels e desenvolvida por Lenin. (...)

O PT declara-se não marxista e opõe-se à concepção leninista de partido, permitindo a coexistência de várias tendências e grupos sob a sua legenda."

Que o PT não é leninista, já sabíamos. Mas seria um partido marxista?

Como o Fabrício diz que não existe mais, mas existe e descaradamente, dentro do PT existem os marxistas, os não declaradamente marxistas, e os declaradamente não-marxistas.

E quais são as diferenças desses partidos em relação ao socialismo?

"O PCdoB defende um programa socialista para o Brasil. O PT compromete-se com a luta socialista (o assunto está em discussão dentro do partido), mas não tem um programa ou definição do que entende por socialismo."

Um defende um programa socialista e outro se compromete com a luta socialista, mas não bem sabe o que é. Mas para os comunistas, o que é socialismo então???

"O socialismo ontem, hoje e amanhã será sempre a expressão da luta pela construção de uma nova sociedade, antagônica ao capitalismo."

Os dois partidos definem capitalismo como democracia liberal burguesa.

Então esqueçam todos esses direitos e garantias individuais que só servem para proteger os burgueses. Nada tem a ver com a democracia defendida pelo comunismo, que ou equivale ou é o primeiro passo para a ditadura do proletariado.

Alguns ficam falando a todo instante que isso é terrorismo psicológico, principalmente se alguém diz que os comunistas têm alguma coisa a ver com os terroristas e traficantes das FARC.

Maaaaas, a própria página de FAQ possuí um atalho intitulado "alguns" partidos com os quais o PCdoB mantém relações fraternais para a página

http://www.vermelho.org.br/links.asp

onde se encontram, com todas as letras, as FARC.

E???

Veja essa notícia lá por exemplo da Revista Veja, Edição 1793 de 12/03/2003

"No dia 7 de fevereiro, as Farc detonaram um carro-bomba com 200 quilos de explosivos no estacionamento do clube El Nogal, em Bogotá, a capital do país. Morreram 35 pessoas, entre elas seis crianças de 3 a 13 anos, e houve 160 feridos. A justificativa apresentada pelos terroristas para a matança foi de assustadora frieza ideológica: por se tratar de um clube da "elite", El Nogal era um alvo militar legítimo, alegou a organização."

Ou seja, assassinar em nome da revolução comunista é "ético", e portanto os terroristas que cometeram esse crime agiram "eticamente", desde que tenham favorecido a revolução.

Interessante que eles citam "alguns" partidos. Imagine o que eles preferem não revelar??

Eu respeito o livre arbítrio de cada um, mas apoiar assassinato, a não ser que este seja ordenado pelo Senhor, como em algumas escrituras que temos, não obrigada.

Também dá pra entender que quando estamos envolvidos em algumas questões sociais, mesmo que seja com o intuito inicial de ajudar o próximo, e descobrimos alguns pontos que contradizem o que o Senhor nos ensina, o que seu Profeta nos diz, é difícil mesmo ter coragem necessária pra ser firme. Mas nunca é tarde.

Precisa-se apenas avaliar nossas prioridades, se o mundo e o governo de homens, ou o Reino de Deus.

Eu saí dessa. Felizmente. Como diz um amigo, foi bobeira de 'adolescentismo' enquanto eu era presidente do DCE naquela época.

Quanto à Constituição, Fidel Castro, Hugo Chavez, Hitler, e muitos outros também tinham uma constituição prior à suas eleições, e depois de algum tempo no poder, alguns somente depois de mais de uma década, a mudaram, silenciaram as críticas.

A história só está se repetindo.

2 comments:

Ana Paula Minetto Tokay said...

Você sabe, tenho outra opinião sobre o Pt e sobre o governo Lula, embora isso, quero que saiba que seu blog está lindo. Suas palavras são sempre inspiradoras, e você é uma pessoal admirável, uma das mais que conheci através da internet. Te desejo tudo de bom, em sua vida e de sua família. Forte abraço Chris.

Chris Ayres said...

Obrigada, Ana. E saiba que a admiração e o carinho são recíprocos. Eu respeito muito quem pensa diferente, e mesmo quem vota diferente. Assim como respeito candidatos.

Apenas exponho alguns fatos, pois alguns na ânsia de angariar votos para os seus candidatos, misturam assuntos e acabam por defender mentiras. Enfim.

Obrigada pelo comentário!