October 06, 2010

Política (Eleições) e A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias - 1ª parte

(Gravura da última Conferência antes da morte do Profeta Joseph Smith -
onde ele deu o sermão de King Follet - em 7 de Abril 1844 - apenas 3 meses antes de sua morte. Nauvoo, IL
Para ver o discurso em português, click em:

Às vezes que vi um líder falando de candidatos (no Brasil), estes ainda deixaram claro que eram suas próprias opiniões.


Aqui nos USA, mesmo nas eleições de presidente (onde Obama ganhou), nunca se disse nada na Igreja. Tenho muitos líderes, alguns republicanos, outros democratas, meu antigo presidente de estaca é o prefeito de minha cidade, e outros ocupam outros cargos no poder político... enfim...

As únicas instruções foram (até quando tínhamos aquela época aula na escola dominical de Doutrina & Convênios:

"Somos um povo político? Sim, muito político. Mas a que partido vocês pertencem ou em quem votariam? Eu lhes direi em quem votaremos: votaremos no homem que apoie os princípios de liberdade civil e religiosa, no que tiver maior conhecimento e que tiver o melhor coração e cérebro para ser um estadista. Pouco nos importa se ele é um liberal-conservador, um democrata, (...) um republicano, (...)ou qualquer coisa. Essa é nossa política". (DBY, p. 358).

ou

"Eu lhes direi agora como votar. Leiam a sessão 134 de Doutrina e Convênios e o capítulo 29 de Mosias, então orem à respeito e saberão exatamente quem vocês deveriam votar para a eleição. "

Harold B Lee, discurso para Seminário e Instituto BYU 8 de julho de 1966

No mais pra melhorar o que não temos, acredito que precisamos fazer nossa obra missionária, aprender a eleger nossos candidatos SUD, agir mais em vez de só criticar, aí quem sabe um dia teremos algo melhor.


Sobre republicanos, democratas e membros (nos EUA, mas a situação não é muito diferente no Brasil - aí o problema é a mistura de dezenas de partidos)

Agora, comentando a citação de Brigham, afinal ele era imparcial por ter dito isso, uma vez que era conhecido como " a life-long democrat" . Foram justamente os republicanos que se opuseram à criação do Estado de Utah na época exatamente por causa disso.

Alguns insistem em dizer que todo membro da Igreja é republicano, o que não é verdade.

Alguns politicos Mormons e Democratas:

Eni F.H. Faleomavaega (Delegate to U.S. Congress from American Samoa),
Jim Matheson (Congressman from Utah),
Harry Reid (US Senate Majority Leader from Nevada), and
Tom Udall (Congressman from New Mexico), e outros.,

De 1917 a 1985, 6 dos 9 governadores que Utah teve foram democratas, não republicanos.

Quando o Partido Republicano foi fundado em 1856, eram totalmente contra as idéias de Brigham e os mórmons eram e votavam quase 100% pelos democratas.

Em 1840 quando o partido ainda não existia, e Lincoln concorria contra os democratas com Stephen Douglas como candidato (que eram favoráveis à estadia de Joseph e os santos e os protegiam), ali foi quando os membros votaram em massa nos democratas para que tivessem proteção, mas os democratas perderam, Lincoln foi eleito abrindo o Partido Republicano mais tarde e os santos expulsos do Missouri. Mórmons odiavam republicanos!

Joseph era abolicionista, mas Brigham queria proteger os santos e não confrontar a política federal dos republicanos e manteve Utah com o escravismo e a poligamia enquanto a maioria dos outros estados já haviam abolido a escravidão.

E assim tanto os membros da Igreja quanto o Estado inteiro de Utah sempre foi democrata.

James Faust era conhecido por suas idéias democratas, idênticas às de Brigham Young, mas deixava muito claro que o partido democrata dos EUA estava caminhando para a Anarquia e não apoiava questões que a Igreja claramente é contra.

Somente nos anos 80 quando os democratas decidiram ceder às comissões populares e se venderam por votos, e assim se tornaram mais pró-gay, pró-aborto, pró-eutanásia, pró-idéias de Satanás (contra as escrituras e mandamentos) é quando todos estes estados do 'middle eastern' americano que eram democratas tornaram-se em sua maioria republicanos.

Isso não quer dizer que todos os partidos democratas sejam assim, ou que todos os membros da Igreja devam ser republicanos.

Seguir a orientação da citação de Brigham é o que vale, não importa o partido.

Quando Joseph foi candidato à presidência em 1844 ele queria abolir a escravidão, mas foi morto 6 meses depois. Estas também eram as idéias de Lincoln, e dos poucos republicanos que existiam na época, mas nunca dos democratas.

E daí Lincoln também morreu assassinado, assim como Joseph.

Ou seja, conclusões de especialistas mostram que causa espanto como os democratas de hoje gastam dinheiro como os republicanos gastavam antigamente, até mais que estes hoje, e, sinceramente, se formos avaliar um e outro, nao sei por que as nomenclaturas, eles não são muito diferentes.

Alguns dos republicanos existentes têm pensamentos mais democratas que os próprios democratas, com algumas ideias diferentes em relacao aos pró-tudo, mas alguns deles muito mais liberais, inclusive Mitt Romney e o ex governador de Utah, Jon Huntsman, que Obama 'mandou para a China' como embaixador. Aliás, os democratas em Utah são maioria no congresso, como já disse no tópico Obama x McCain.

Democratas são chamados nos Estados Unidos de liberais, contrapondo-se aos conservadores, o que gera uma pequena confusão semântica, uma vez que sua política não é liberal e sim social-democrata. São mais contidos em relação às guerras do que seus concorrentes.

Os Republicanos acreditam na geração riqueza a partir de mais benefícios dados às empresas e ao crescimento econômico. Trabalham pela abertura de mercado e progresso, que se estende à população, embora pudessem fazer mais nessa área e acreditam piamente no equilíbrio fiscal.

McCain era muito mais liberal que Obama. E Obama que prometeu tantas coisas que ainda nem sinal de conseguir cumprir, também já perdeu votos com os próprios colegas de partido, uma vez que vai contra o que prometeu.

Ou seja, na escolha de candidatos, em qualquer local, ler Mosias 29 e D&C 134, como disse o profeta Harold B. Lee, ainda é a melhor pedida.

Uma carta da Primeira Presidência está contida nas diretivas da Igreja no site oficial em relação à política:

http://lds.org/ldsorg/v/index.jsp?vgnextoid=bbd508f54922d010VgnVCM1000004d82620aRCRD&locale=0&index=3&sourceId=064a0bbce1d98010VgnVCM1000004d82620a____


Elder Ballard também foi claro sobre o assunto, sobre a neutralidade da igreja em questões políticas, mas que temos a obrigação de nos envolvermos e fazer parte e exercer nossos direitos, nesta série de vídeos:

http://beta-newsroom.lds.org/official-statement/political-neutrality

Na minha opinião, qualquer um que prega ou defende um sistema de governo, seja comunismo, socialismo, capitalismo, monarquia ou outro, prega somente as vantagens daquele sistema.

Como cristãos, deveríamos pregar o governo de Jesus Cristo, nenhum outro.

No comments: