July 20, 2010

'O Primeiro Amor..."


Apocalipse 2:4
'Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor.'


Quando este versículo foi dito, a Igreja tinha apenas 30 anos e já era acusada da perda do primeiro amor.

Não é o caso que a igreja não amasse mais a Deus, a Jesus e Sua verdade. Mas já não era aquele primeiro amor, significando que outras coisas eram mais importantes e alguma apostasia já a cobria.

A discussão de assuntos sobre doutrinas sem importância ocupou o tempo que devia ser usado para pregar o evangelho. Foi nessa hora crítica da Igreja que João foi isolado na ilha de Patmos. Quase todos os outros apóstolos já estavam mortos. (Que não deixemos nossas discussões tomarem mais tempo que pregar o evangelho )

E até a Restauração o cristianismo sentiu falta do primeiro amor, do primeiro entusiasmo. A história ainda se repete todo o tempo. Quantos cristãos aceitam o evangelho com fervor e entusiasmo, para depois, com o correr do tempo, esfriarem e se deixarem levar pelo desânimo.

Mas Cristo nos chama de volta através do arrependimento (pedindo que nos lembremos por quê caímos) no versículo 5, nos chama para a "beleza do primeiro amor".

E no versículo 7 promete que, "quem tiver ouvidos para ouvir, ouça e comerá do fruto da árvore da vida".

No 9, o doce mais doce : "Conheço as tuas obras".

No 10, o aviso: "Não temas o que está por vir".

Essa é uma das passagens mais sublimes do Apocalipse.

No comments: