July 22, 2010

Lobos internos


A vida virtual (seja entre amigos virtuais, comunidades de debates ou outro) é cheia de pessoas diferentes, que, por falta de um entendimento e capacidade de interpretar o que os outros dizem, muitas vezes fazem uma guerra sobre palavras, chegando a odiar uns aos outros.

Tenho certeza que muitos mal entendidos jamais aconteceriam, se as partes envolvidas se conhecessem pessoalmente e tivessem a oportunidade de conversar sobre as questões que geram mal estar.

Já me senti culpada antes por ter a impressão de que criamos monstros nestes locais. Pessoas que descobrem o fato 'virtual' e acham que podem ter suas neuras jogadas ao vento, usando de fakes e angariando outros para se difamar a vida alheia, ou degenerar a visão dos 'ungidos do Senhor'.

Cheguei a conversar com um líder muito digno à respeito numa situação bem recente a qual mostrei até cópias das mensagens trocadas a respeito do problema.

Ele me disse: "Como você acha que Deus se sentiu quando Satanás escolheu ser quem é?" O que eu não posso imaginar, mas ele foi além e me explicou que, mesmo que erremos, se nos desculpamos, a escolha não é nossa mais. Não está mais à nossa arcada resolver o problema.

Então ele me contou sobre a história dos Lobos Internos.


"Um dia um velho avô foi procurado por seu neto, que estava com raiva de um amigo que o havia ofendido.

O sábio velhinho acalmou o neto e disse com carinho:

"Deixe-me contar-lhe uma história.

Eu mesmo, algumas vezes, senti muito ódio daqueles que me ofenderam tanto sem arrependimento, todavia, o ódio corrói a nossa intimidade mas não fere nosso inimigo. É o mesmo que tomar veneno desejando que o inimigo morra.

Lutei muitas vezes contra esses sentimentos.

O neto ouvia com atenção as considerações do avô. E ele continuou:

"É como se existissem dois lobos dentro de mim. Um deles é bom, não magoa ninguém. Vive em harmonia com todos e não se ofende.

Ele só lutará quando for certo fazer isto, e da maneira correta. Mas, o outro lobo, ah!, esse é cheio de raiva.

Mesmo as pequenas coisas desagradáveis o levam facilmente a um ataque de ira! Ele briga com todos, o tempo todo, sem qualquer motivo. É tão irracional que nunca consegue mudar coisa alguma!

Algumas vezes é difícil de conviver com estes dois lobos dentro de mim, pois ambos tentam dominar meu espírito".

O garoto olhou intensamente nos olhos de seu avô e perguntou:

"E qual deles vence, vovô?"

O avô sorriu e respondeu baixinho:

"Aquele que eu alimento mais freqüentemente".



A figura do lobo é significativa, uma vez que representa o grau de animosidade que ainda rege as nossas ações.

Enquanto o ser humano não desenvolver todas as virtudes que o elevarão à categoria de espírito superior, sempre haverá em sua intimidade um pouco do que chamamos de 'homem natural'. E essa luta interna é que irá definindo o nosso amanhã, de acordo com o lado que mais alimentamos.

Por vezes, um simples ato impensado, uma simples ação infeliz, pode nos trazer conseqüências amargas por longo tempo. Mesmo se um líder inspirado, ou um amigo lhes pedir que esqueçam o problema, perdoem-se e parem com as provocações, fazendo um esforço para que ajam como Cristo, eles não querem ouvir. Continuam com a vitimização, fofoca e tudo mais, e assim, tomam o veneno, esperando que o objeto de seu ódio morra em seu lugar.

Paulo, o grande apóstolo do cristianismo, identificou muito bem essa luta íntima quando disse: "o bem que eu quero, esse eu não faço, mas o mal que não quero, esse eu faço."

Indignado por algumas vezes ainda ser dominado pelo "homem velho e natural", em prejuízo do homem novo e divino que desejava ser, Paulo desabafou e nos deixou esta grande lição: é preciso perseverar.

É preciso deixar que esse lobo sedento de vingança e obcecado pela ira, que ainda encontra vitalidade em nosso íntimo, não receba alimento e desapareça de vez por todas, cedendo lugar ao homem moralmente renovado que desejamos ser.

Agindo dessa maneira poderemos um dia, não muito distante, dizer como o próprio apóstolo Paulo disse, depois de vencer a si mesmo: "já não sou eu quem vive, é o Cristo que vive em mim."

Mas, para que cheguemos a esse ponto, temos que travar muitas batalhas internas a fim de fazer com que os ensinamentos e os exemplos de Jesus, o Mestre por excelência, façam sentido para nós a ponto de se constituir em força motriz, a impulsionar os nossos pensamentos e atos.



Paulo de Tarso foi um dos primeiros perseguidores dos cristãos em nome da sua crença religiosa, depois que viu o mestre às portas da cidade de Damasco, tornou-se seu seguidor fiel até os últimos dias de sua vida.

Muitos ainda hoje preferem ser politicamente corretos ao invés de divinamente revelados. Preferem apoiar o que acontece no mundo e que é contra os ensinamentos de Deus e massacrar seus seguidores, colocando palavras onde Cristo não disse e supondo que Ele agiria assim ou assado, ao invés de deixarem o orgulho de lado, e enxergarem a realidade como ela é.
Mas, para se chegar ao ponto de colocar o lobo mau fora de si mesmo, é preciso silenciar muitas vezes a fera interna que tentava falar mais alto.

Paulo precisou renunciar a si mesmo, deixar o orgulho de lado, tomar da sua cruz e seguir os passos luminosos do Mestre de Nazaré para que sua vida fizesse sentido.

Nós?

Temos a obrigação de perdoar, como eu havia escrito neste post.



(autor desconhecido da história)

July 20, 2010

A Mulher SUD


I – O homem e a mulher estão em iguais condições espirituais? Se não, em qual aspecto a mulher está acima do homem? Qual a diferença entre ambos?

Acredito que ambos têm a capacidade, possibilidade e potencial de estarem em iguais condições espirituais. Pra mim, é uma questão de atitude.

Se cada um fizer o seu papel bem feito, e isto não se limita a exemplos alheios, mas conhecer todo o potencial que se tem e se é capaz, todos podem conseguir isso.

A diferença é básica entre ambos em âmbito físico, educacional, hereditário. Mas não há nada que impeça um ou outro de se igualarem e serem seu melhor perante o Pai.

II – Porque a mulher está em posição de honra? (veja que não é citado a posição da maternidade na citação, ou seja, nada foi especificado em sua posição de mulher).

A escritura que a Rose colocou explica isso.

Elder James Faust também explica a posição de honra da mulher neste discurso:


III – O Élder Godoy disse em minha estaca que as mulheres não precisam da força do sacerdócio, pois elas já possuem essa força. Porque a mulher é mais forte que o homem? Em que sentido? Porque a mulher consegue observar mais as coisas que o homem?

Também acredito ser questão de atitude e posicionamento perante a vida.

Acredito que toda mulher deveria ter honra, assim como todo homem, independente de religião, credo, raça ou cor.

Não há bênção alguma proveniente do Sacerdócio que a mulher não tenha direito.

No discurso de Elder Faust, ele destaca uma citação do Presidente Heber J. Grant:


"O verdadeiro espírito de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias dá à mulher o mais elevado posto de honra na vida humana. Para merecer e conservar essa alta distinção, ela precisa possuir as virtudes que sempre inspiraram e inspirarão o respeito e o amor da humanidade, ( . . . ) [pois] 'a mulher bela e virtuosa é a obra mais perfeita de Deus'."


Virtude, algo básico para que qualquer mulher tenha honra.

Sugiro a leitura do discurso.

Também acredito que podemos entender melhor o que é honra.

Panfleto: Deus Ama seus Filhos


Link para a página do panfleto:



"Para qualificar-nos para as bênçãos do plano de nosso Pai


Celestial, cada um de nós foi enviado para esta Terra para

um período de provação, durante o qual enfrentaremos diversas

tentações e desafios. Alguns desses desafios estão associados a

nosso corpo físico. Como não tínhamos um corpo físico antes

desta vida, precisamos aprender a viver com as inadequações

desse corpo e interpretar seus sinais, anseios e necessidades. E

freqüentemente precisamos aprender a dizer “não”. Esse autocontrole

do corpo físico é muito importante porque possuiremos

este mesmo corpo, em sua perfeita forma, na vida futura.



Nosso corpo é sagrado. Às vezes ele é chamado nas escrituras

de “templo de Deus”. Muitos que sentem atração por pessoas

do mesmo sexo respeitam a santidade de seu corpo e os padrões

estabelecidos por Deus — essa sexualidade deve ser expressa

“somente entre homem e mulher, legalmente casados” (“A

Família: Proclamação ao Mundo”, A Liahona, janeiro de 1996,

p. 114). A vida dessas pessoas agrada a nosso Pai Celestial.

Alguns, porém, cruzam esse limite e se comportam de modo

imoral. O desejo por gratificação física não dá a ninguém o

direito de cometer imoralidade.



Trecho do folheto Deus ama seus filhos:

http://www.lds.org/gospellibrary/materials/godloveth/GodLovethHisChildren___01___04824_por.pdf

O folheto não informa se é escolha, assim como NÃO fala que uma pessoa nasce homossexual.

Por que????

PORQUE NÃO SE SABE a causa real!

Não se pode afirmar uma coisa ou outra usando material da Igreja para apoiar isso ou aquilo.

O folheto é claro, muito bem explicado, não deixa margem pra dúvidas, não leia coisa nas entrelinhas, porque não precisa.

O fato de ser gay pode não ser uma escolha, mas o fato de ser casto e seguir o Plano de Deus, casamento entre homem e mulher, sexo entre homem e mulher legal e legitimamente casados, é.

Devemos respeitar heteros e homos por serem filhos de Deus.

Alguns porém, usam algumas escrituras para racionalizar as relações homossexuais.

Os que 'foram lavados pelo sangue de Cristo', são os que se batizaram e se arrependeram de suas práticas, sejam homossexuais ou heterossexuais, e vivem a castidade, dentro de um casamento entre homem e mulher, ou solteiros.


Paulo disse:

"Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos e trocaram a glória do Deus imortal por imagens feitas segundo a semelhança do homem mortal, bem como de pássaros, quadrúpedes e répteis. Por isso Deus os entregou à impureza sexual, segundo os desejos pecaminosos do seu coração, para a degradação do seu corpo entre si. Trocaram a verdade de Deus pela mentira, e adoraram e serviram a coisas e seres criados, em lugar do Criador, que é bendito para sempre. Amém. Por causa disso Deus os entregou a paixões vergonhosas. Até suas mulheres trocaram suas relações sexuais naturais por outras, contrárias à natureza. Da mesma forma, os homens também abandonaram as relações naturais com as mulheres e se inflamaram de paixão uns pelos outros. Começaram a cometer atos indecentes, homens com homens, e receberam em si mesmos o castigo merecido pela sua perversão". (Romanos 1:22-27)
 
Acredito que usar as escrituras para racionalizar um comportamento (entenda-se comportamento como o ato = prática) é inválida.


Há dois problemas com relação a esse tipo de pensamento.

Primeiro, as leis do Antigo Testamento são declaradamente contra o comportamento homossexual. Então, qual é a posição de Jesus com relação a essas leis? Ele mesmo diz:

"Não penseis que vim revogar a Lei ou os Profetas; não vim para revogar, vim para cumprir. Porque em verdade vos digo: até que o céu e a terra passem, nem um i ou um til jamais passará da Lei, até que tudo se cumpra". (Mateus 5:17-18)

Segundo, Jesus deixou bem clara sua posição sobre a sexualidade humana. Ele disse:

"Não tendes lido que, no princípio, o Criador os fez macho e fêmea e disse: Portanto, deixará o homem pai e mãe e se unirá à sua mulher, e serão dois numa só carne? Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não separe o homem". (Mateus 19:4-6)

Que eu entenda, a única isenção que Jesus concede é para os eunucos, pessoas que fizeram o compromisso de renunciar ao casamento a fim de dedicar a vida completamente para o serviço de Deus. Eunucos também são as pessoas que, por algum acidente ou deficiência física, não podem gerar nova vida. Jesus nunca insinuou que os homossexuais, lésbicas, transexuais, travestis ou bissexuais são eunucos ou estão incluídos no chamado de casamento e sexo que Deus deu à humanidade.

O Panfleto diz exatamente isso, que não se sabe a causa real da homossexualidade, então que nos respeitemos uns aos outros, e, se quisermos ser salvos e habitar o Reino de Deus, devemos viver Seus mandamentos, sejamos hetero ou homossexuais.

Ou seja, casamento e sexo somente entre homem e mulher.
 
Portanto, o Panfleto está correto, e quem é contra a homossexualidade também. Não concordar é diferente de não respeitar o homossexual. Pode-se respeitar uma pessoa mas isso não significa que se precisa gostar dela ou concordar com tudo o que ela faz.


Amar o próximo, independente se é homo ou hetero, significa servir, fazer o que Cristo fez. Gostar é diferente. Ele nos amou pela pureza de seu coração, mas disse que se o amássemos, cumpriríamos seus mandamentos.

Explicando, assim como a Bíblia não pode ser considerada homofóbica, pessoas que são contra o ato da homossexualidade também não podem ser considerados homofóbicos, seja lá como se expressam.

A homofobia consiste no medo do mesmo sexo. Isto é, Medo é diferente de não gostar ou não concordar.

Se há ameaça ou agressão, isso também não é homofobia, mas crime, mas tenho lá minhas dúvidas no grupo que é mais agressivo.

Mas a lei inclue esses casos de agressão, não mera expressão de opinião. Mas é bom reconhecer que há os casos de alguns homossexuais que foram mortos por "carecas" e por neonazistas. Mas esses indivíduos não se interessam pelo que a Bíblia diz. Eles também não gostam do que os que são contra a homossexualidade dizem. Muitos prostitutos homossexuais (travestis e outros) são mortos por bandidos (traficantes e assaltantes), não por incitação da Bíblia ou do que os que não gostam escrevem, mas porque escolheram localidades propensas à criminalidade.

Muitos gays são mortos - e muitos mais são agredidos - por parceiros violentos, por pessoas que não seguem Cristo, mas não por incitação da Bíblia ou do que alguns pensam à respeito. E, finalmente, muitíssimos homossexuais morrem por causa de uma vida de excessos, drogas, álcool e práticas insalubres e destrutivas. Assim também como muitos heterossexuais.

Nada disso por incitação da Bíblia ou do que os que são contra a homossexualidade pensam.

Não podemos sair por aí chamando pessoas de homofóbicas se não fomos agredidas fisicamente por elas. Isso é calúnia, outro crime.

Dívidas e sucesso financeiro - Como conseguir??


Há tempos ouvimos de nossos lideres, locais e mundiais, que nao devemos fazer dividas, que nao devemos nos afundar em cartoes de credito e que devemos fazer poupanca e termos uma vida controlada na questao financeira.

A Economia mundial esta ruim, trabalhamos demais e mal conseguimos pagar nossas despesas basicas.

Cartoes de credito, impostos, taxas, bancos, emprestimos, prestacao da casa e aluguel, roupas, comida, filhos... enfim, como podemos balancear e controlar nossas financas a ponto de que estas nao nos deem dores-de-cabeca.

Uma das coisas que eu faco eh um budget.

Talvez meio por ter experiencia em cuidar de financas (dos outros ).

Coisas que todo mundo tem nocao:

Primeiro se faz uma lista de despesas.

Faz-se uma tabela tipo:

Entradas (dinheiro que se ganha)

Saidas (despesas)

Pode-se incluir ainda previsoes de gastos.

As entradas tem que ser maiores que as saidas, ou pelo menos dar conta do recado. Se nao, tem que cortar despesas ate que a coisa se encaixe.

Se se tiver dividas velhas, tem que negociar e pagar um pouquinho por mes com o pouco que se tenha sobrando (o que eh dificil).

Ultimamente o que acontece eh, elevamos nossas despesas basicas ao topo do que ganhamos, entao, se uma urgencia aparece, temos que nos endividar, dai o cartao de credito que come imposto.

Guias para as financas familiares (pela propria Igreja):


Dicas da Igreja a respeito (historia do pai de Mitt Romney):

 
Eu tenho a reportagem do Jornal quando a Igreja estava com uma divida imensa em 1895, e Lorenzo Snow teve a revelacao que mudou tudo.

Ai esta:

Sucesso financeiro = Ganhar muito (depois de ter ralado pra estudar e conseguir um excelente emprego) - Gastar pouco (básico e supérfluos de vez em quando) = Poupança gorda ( pra comprar coisas à vista e viver sem dívidas).

Marcelo Silva, bancário, membro da Igreja e morador de Curitiba, deu uma palestra na estaca Diadema e colocou o powerpoint desta apresentação em seu site no endereço endereço abaixo:


"Portanto não despendais dinheiro naquilo que não tem valor, nem vosso trabalho naquilo que não pode satisfazer. Ouvi-me atentamente e lembrai-vos das palavras que disse; e vinde ao Santo de Israel e fartai-vos daquilo que não perece nem pode ser corrompido; e deixai que vossa alma se deleite na abundância." (2 Néfi 9:51)

“A gloria do homem eh uma esposa que sabe frear a lingua e como economizar”, ja dizia Dom Ayres . Se ela tambem trabalha podem construir seu imperio juntos. E nem acho que devem desejar menos que isso. Mesmo que seja uma casinha simples, mas com amor, a uniao deve servir de base para qualquer desafio. Devem ser gratos todos os dias pelo emprego que possuem e estarem preparados se a situacao mudar.

Um deve conscientizar o outro no planejamento da vida em familia.

Colocar na ponta do lapis os sonhos. Se estes incluirem estarem juntos para a eternidade, otimo, ja eh um grande caminho andado.

Agora, como chegar ate a eternidade tendo um casamento e uma familia de sucesso?

Listem seus desejos. Se eles incluem:

- Viver o Evangelho e seguir os ensinamentos

- Educacao

- Um bom emprego

- Casa propria

- Alimentacao

- Convenio Medico

- Um bom carro

- Filhos

- Educacao para os filhos

Os outros podem esperar. Se se conseguir tudo isso, automaticamente se tera os outros, ou serao mais faceis de acontecer.

Primeira dica eh ler e/ou participar do curso: Fortalecer o Casamento – Manual da Igreja que cita esta dica financeira em varios capitulos. O link para o manual que achei eh este, de repente seu bispo tem ou pode pedir no Centro de Distribuicao:


O casamento deve estar bem. Nao se compra Amor. Nao se pode comprar presentes e permitir a todo tempo que seu conjuge gaste sem jeito de dizer Nao. Amor eh compreensao. Se se segue o Evangelho, isso eh conhecido. E uma muito importante parte de um casamento de sucesso – compreensao.

Um bom metodo para iniciar uma conversa:

- Em espirito de oracao, ler este manual.

- Comecar a listar contas a pagar e fundos a receber.

- Se se percebe que a receber eh maior que a pagar ja demonstrar certa preocupacao.

Ai entao entra-se no assunto:


1. Converse com seu companheiro, fale sobre sua filosofia do dinheiro e descubra a do outro. Cheguem a um denominador comum.

2. Conversem sobre seus sonhos e planos e decidam o papel do dinheiro para atingir estes objetivos.

3. Priorizem estes objetivos juntos. Tenha certeza que as necessidades de ambos serão realizadas, utilizando o melhor da habilidade financeira de cada um.

4. Determinem como serão gerenciados os assuntos financeiros do dia-a-dia.

5. Decidam quem será responsável pelo pagamento das contas.

6. Definam um valor que cada um poderá gastar todo mês sem ter que consultar o outro.

7. Determinem como serão tomadas as decisões de investimentos de longo prazo.

8. Mantenham os registros de seus gastos atualizados numa planilha ou software especifico como MS Money ou Quicken. Ou Excel ou mesmo um caderno de anotacoes mensais, entradas e saidas. Pode-se fazer ainda um calendario com as datas de vencimento das contas basicas.

9. Mantenham-se informados. Seus planos devem ser flexíveis e devem ser revistos ao menos uma vez por ano para certificar-se que os objetivos continuam os mesmos e que ambos estão confortáveis com a manutenção da conta conjunta. Conta conjunta cria um senso de unidade que é vital para uma relação. Ao separar o dinheiro, você desabilita uma integração que deve estar presente numa relação de longo prazo. Apesar de que, às vezes, contas separadas permitem que cada individuo mantenha sua independência, podendo fortalecer a relação.

Dicas sobre financas no casamento:


Como falar de dinheiro (embora tenha um foco no casamento catolico, os convenios sao ainda mais abrangentes):


Casamento, dinheiro e familia (Muito Bom!):


Dinheiro, casamento e carreira:


Faca uso tambem dos outros links constantes no topico. Ha um tempo atras foi distribuido nas Alas dois folhetos, de Preparacao e Armazenamento e de Controle de Financas, se nao recebeu, peca ao seu bispo. Eh este aqui:



O link eh grande e nao sei se vai funcionar, se não, copie e colo em seu navegador.
Nessas epocas de crise, simplificar eh a palavra de ordem. As pessoas se preocupam mais com as dividas mensais da manutencao da casa e comprar comida e estritamente o que se precisa, nada mais.

Limpar os guarda-roupas e tirar das estantes o que nao se usa mais e tentar vender eh uma boa pedida.

Temos a mania de, se sobra alguma coisa do pagamento, o que eh raro mas acontece, vamos gastar ate o ultimo centavo em algo que queremos faz tempo, as vezes eh ate algo que precisamos, mas que nao eh tao urgente assim.

Uma casa funciona bem quando tem tudo o que precisamos, e se estiver organizada para encontrarmos o que precisamos quando precisamos. Quando se tem uma porcao de coisas que nao se usa, geralmente quando se precisa de algo importante nao se acha, e lamenta-se que gastou dinheiro no que nao precisava e agora que precisa de algo, nao tem como comprar.

Comprar coisas em liquidacao tambem eh uma faca de dois gumes. Se for algo bom, de qualidade, que va durar um bom tempo e estiver com um preco bom, otimo, se for algo de baixa qualidade que esta um preco bom, mas, daqui alguns meses ja tera que comprar outro, precisa-se medir a necessidade real daquilo. As vezes compensa esperar um pouco mais e comprar algo de boa qualidade, economiza-se com o tempo.

A ideia de horta no topico de Armazenamento serve pra isso. Quando mais se planta em casa, menos se compra la fora. Eh melhor pra saude, pois eh algo organico, e economiza-se no orcamento geral da casa.

E dai, se tivermos tudo o que precisamos, e, se caso sobrar uns troquinhos no fim do mes, podemos salvar numa conta a parte, tipo poupanca. E, mesmo que nao se tenha, eh melhor fazer uma meta de ter uma aplicacao em caderneta de poupanca que seja de qualquer forma, sempre podemos economizar em algo.

Para aqueles que precisam de um emprego para que possam atingir o Sucesso Financeiro e o suporte da família, pagar dívidas e planejar a vida, o Provident Living agora tem novidades:

O site da Igreja no segmento do Provident Living coloca a disposição várias opções de ajuda para se encontrar um melhor emprego, desde como fazer um Currículo bem sucedido, dicas de entrevista, como se manter no emprego e muito mais:


Ainda existe dicas para ser admitido numa Empresa:


Neste link têm-se várias opções para se sanar as dívidas, fazer um budget, atingir metas financeiras, evitar dívidas e ensino aos jovens do uso do dinheiro:



O site ainda tem um curso on line para Gerenciamento Financeiro da Família:


Aqui uma Calculadora financeira, que explica em mínimos detalhes sobre Finanças:


Algumas estacas de Utah e Centros de Emprego (LDS Employment) estão dando esses cursos para casais jovens, estudantes universitários e pais/mães solteiros. É muito esclarecedor e interessante.

Mas tudo isso infelizmente só temos tudo isso em inglês por enquanto, mas já é uma ajuda.

Dave Ramsey, um dos gurus na 'ciencia' de se adquirir e manter o sucesso financeiro, da varias dicas em seu site:



Este site tambem tem dicas excelentes e ferramentas free para estabelecer equilibrio para financas, em casa e no trabalho:


Estudando esse ano na Escola Dominical o Velho Testamento, vimos o declínio de Saul, depois de Davi e depois de Salomão, exemplos de que força e poder (dinheiro e riquezas) não combinam. Mas temos muitos exemplos de pessoas que aprenderam e viveram suas vidas, desde aqueles que não tinham nada e conseguiram muito, e aqueles que tinham tudo, doando a muitos, dobraram suas riquezas.

Um grande exemplo é Jesse Knight. Seu pai consta em D&C como um dos primeiros membros da Igreja (quando Joseph expulsou demônios de seu corpo), mas morreu antes dos santos chegarem a Winter Quarters quando saíram de Nauvoo. Jesse tinha apenas um ano de idade naquela época.

Cresceu com dificuldades, mas fez sua promessa ao Senhor, construiu um império, encontrou uma montanha de minérios, comprou terra e distribuiu aos santos retirando a Igreja das dívidas,chegando a ser um dos 'padrinhos' do que hoje chamamos da Universidade Brigham Young. Tudo isso porque seguiu um conselho do profeta Lorenzo Snow.

Pra quem se interessar na história completa (link original):

'O Primeiro Amor..."


Apocalipse 2:4
'Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor.'


Quando este versículo foi dito, a Igreja tinha apenas 30 anos e já era acusada da perda do primeiro amor.

Não é o caso que a igreja não amasse mais a Deus, a Jesus e Sua verdade. Mas já não era aquele primeiro amor, significando que outras coisas eram mais importantes e alguma apostasia já a cobria.

A discussão de assuntos sobre doutrinas sem importância ocupou o tempo que devia ser usado para pregar o evangelho. Foi nessa hora crítica da Igreja que João foi isolado na ilha de Patmos. Quase todos os outros apóstolos já estavam mortos. (Que não deixemos nossas discussões tomarem mais tempo que pregar o evangelho )

E até a Restauração o cristianismo sentiu falta do primeiro amor, do primeiro entusiasmo. A história ainda se repete todo o tempo. Quantos cristãos aceitam o evangelho com fervor e entusiasmo, para depois, com o correr do tempo, esfriarem e se deixarem levar pelo desânimo.

Mas Cristo nos chama de volta através do arrependimento (pedindo que nos lembremos por quê caímos) no versículo 5, nos chama para a "beleza do primeiro amor".

E no versículo 7 promete que, "quem tiver ouvidos para ouvir, ouça e comerá do fruto da árvore da vida".

No 9, o doce mais doce : "Conheço as tuas obras".

No 10, o aviso: "Não temas o que está por vir".

Essa é uma das passagens mais sublimes do Apocalipse.