November 21, 2009

Buscar a Verdade


Algumas pessoas para saberem a verdade das coisas vasculham dia e noite a internet, o orkut e fazem perguntas a iguais. Como saber por exemplo que a Igreja de Jesus Cristo é verdadeira?


A fé se basta?


Pra ter resposta a isso tudo num forum de orkut ou mesmo browsing o Google voce vai depender de pessoas que, primeiramente, saibam expressar algo que lhe convença. E isto não existe. O que lhe convence hoje pode não lhe trazer certeza amanhã.

A Igreja é verdadeira?

Sim, é.

Como eu sei?

Porque coloco em prática seus ensinamentos, e os resultados são reais em minha vida, não um mero produto da fé.

Cristo disse que a fé sem obras é morta. Ou seja, não acredito que fé basta para se salvar. Ele não veio para ensinar-nos uma filosofia, mas para mostrar-nos um caminho que leva à vida. Este caminho é o amor, que é a expressão da verdadeira fé.

Sem colocarmos o que aprendemos em prática, no dia a dia, todos os dias, será possível saber que o Evangelho é verdadeiro, e que a Igreja é verdadeira.

Querer saber disso através de um forum de orkut, ou depender de uma explicação lógica pra lhe convencer é impossivel.

Algumas coisas dependem de vivermos pra sabermos. O amor é assim, e por que não a fé na Igreja?

Como é que você crê em Cristo?

Alguns dizem que mundo afora, ateus e outros tem resultados ótimos em sua vida sem precisarem ter religião ou seguir uma fé específica.

Mas esta coisa de resultados ótimos é bem diferente de bençãos eternas.

Quem não vive o dia a dia de uma Igreja e uma doutrina, será insensato em opinar, pois os resultados são bem diferentes.

Os daqueles que não vivem o Evangelho não são melhores que os meus, ou vice versa, e o que é importante pra mim pode não ser pra eles. Até porquê os meus resultados são obtidos pela prática, já passaram do campo da fé.

Respeito entre crentes e descrentes é o melhor remédio.

Ateus criticam crentes. Mas não sabem quais são os resultados em suas vidas. Se eles se contentam com o jeito que sua vida está, sem as demais bênçãos que um membro da Igreja ativo e portador de uma recomendação para o templo tem, apenas respeite quem pensa diferente.

Ate porque a definição de felicidade neste mundo eh bem diferente da definicao de felicidade eterna. E eu discordo total e veementemente que as bencaos para um membro digno da Igreja ocorrem apenas fora desta vida. Eh viver pra checar.

Assisti ao filme " The Bucket List", onde Morgan Freeman e Jack Nickolson fazem o papel de dois doentes terminais de cancer e tem uma lista de coisas a fazer antes de "chutarem o balde" definitivamente. Recomendo (apesar do PG13 devido a algum vocabulario inadequado).


Nesta cena, Carter (Morgan Freeman) faz duas questoes a Edward (Jack Nicholson):

http://www.youtube.com/watch?v=2fHdsI7H8EE

Foi justamente pra que voce possa entender que eu somente posso falar de mim mesma, e voce somente podera falar de voce mesmo. Voce nao pode generalizar nem julgar sobre ninguem mais alem de sua propria experiencia.


Somos seres individuais vivendo em comunidades. Comunidade familiar, comunidade escolar, comunidade profissional, comunidade virtual e outras. Temos afirmações científicas: Os humanos são seres sociais, ou seja, vivemos em grupo.

A ênfase em individualidade, na época atual, dá aos membros de qualquer grupo, direitos. A individualidade é indiscutível. Todos temos o direito a mudar de opinião, de grupo, de tudo, de acordo com a percepção que se possui no momento. A individualidade é fato na sociedade em que vivemos.

Colocar sentimentos, pensamentos e ideias na cabeca dos outros nao eh direito de ninguem. Nem seu, nem meu. Voce tem o direito de pensar e agir como bem entender, assim como eu e qualquer outro.

Onde falhamos eh que raramente somos reverentes e cônscios de nossa propria responsabilidade individual, querendo empurrar a culpa de sermos fracos e indecisos aos outros, a uma organizacao, e ate a uma Igreja.

Se alguem que desistiu da Igreja acha que ela nao eh verdadeira por isso, nao quer dizer que alguem que nao desistiu e consegue bencaos importantes para sua vida (mas diferentes ou desnecessarias do ponto de vista do primeiro grupo) seja menos, idiota ou tudo mais, como aqueles que sairam costumam generalizar.

O respeito que temos que ter sobre o nosso proximo vai alem dos nossos egos.
 
Alguns desistem, outros não.


Estar sempre com um pé do lado de fora da porta não faz de um indivíduo alguém com direitos. Apenas torna-o, alguém que não cumpre, na real, os deveres resultantes de sua escolha.

Fazer parte de uma comunidade, ou uma Igreja neste caso, é emprestar realmente nossas capacidades para o desenvolvimento dela. Os direitos existem sim, e são diretamente proporcionais ao empenho; são resultantes de nossos deveres individuais.

Assim como nao posso generalizar que a vivencia do Evangelho me livra das duvidas e me da o direito de saber, sem duvidas, que a Igreja eh real e verdadeira, da mesma forma a nao vivencia vai trazer as duvidas que eu me livrei.

Ainda nao conheci uma so pessoa que vive tudo (tudo, 100%, nao 99.99%) o que aprende na Igreja dizer que ela nao eh verdadeira. Nao apenas por fe, mas por experiencia e resultados. Se alguem disser que fez tudo certinho (que envolve o cumprimento de todos os seus deveres e bencaos dos direitos, como em qualquer comunidade, mesmo individualmente) e sabe que nao eh verdadeira, esta mentindo.

Os missionarios ensinam que voce deve ler, ponderar e orar. Ponto. Se nao quiser, nao se batiza. Ninguem eh obrigado a se batizar. Ponto.


E mais, a conviccao e a certeza de que a Igreja eh verdadeira vem pelo esforco e trabalho duro na vivencia total do que aprendemos, alem de muita humildade e estudo. Fe, oracao ajudam, mas sem as obras sao mortos.

Ah! mas ninguem eh perfeito!

Ser perfeito eh diferente disso. Ninguem eh perfeito, mas eu conheco muita gente que vive os principios sim e conhecem a felicidade eterna ainda nesta vida. Dizer que a Igreja so promete felicidade eterna numa proxima vida, ou acreditar que somente na proxima vida pode-se colher os frutos de uma vida em Cristo, ai sim seria uma afirmacao leviana.

Muitos querem provas de coisas que existem, mas nao conseguem em instante nenhum provar que elas nao existem.


Como eu sempre digo, a ausencia da evidencia nao prova a evidencia da ausencia.

No comments: