October 08, 2009

Uma pessoa pode mudar?



Tirei algumas conclusões depois de observar a mim mesma e a outras pessoas no longo dos anos:



1) Todos cometem erros: não existe alguém totalmente perfeito, nem um dia inteiro totalmente perfeito, os líderes falam muito em geração escolhida e real desta dispensação, mas nunca ouvi chamarem-na de geração perfeita. Foi isso que aconteceu com Coriânton do Livro de Mórmon.

Coriânton deveria estar servindo fielmente como missionário, mas achou que era forte e esperto o suficiente para lidar com situações arriscadas e com más companhias, e acabou tendo grandes problemas e cometendo um grande pecado quando começou a ir a lugares impróprios, com as pessoas erradas, e a fazer coisas erradas.

2) O arrependimento não é opcional: Recebemos o mandamento de arrepender-nos. O Salvador ensinou que a menos que nos arrependamos e nos tornemos como criancinhas, de modo algum herdaremos o reino de Deus.

Às vezes, as pessoas vêem o arrependimento com leviandade. Já ouvi algumas pessoas dizerem que o arrependimento é difícil demais, ou que estão cansadas de se sentir culpadas ou que foram ofendidas por um líder que as estava ajudando a se arrepender, ou ainda as pessoas desistem quando cometem erros e acreditam que não há esperança para elas. Algumas pessoas imaginam que se sentirão melhor consigo mesmas se simplesmente abandonarem o evangelho restaurado e se afastarem.

3) Não conseguimos isso sozinhos: Não é possível fazer mudanças reais por nós mesmos. A nossa própria força e boas intenções não são suficientes. Quando cometemos erros ou escolhemos mal, precisamos ter a ajuda de nosso Salvador para voltar para o caminho certo. Tomamos o sacramento todas as semanas para mostrar nossa fé em Seu poder de mudar-nos. Confessamos nossos pecados e prometemos abandoná-los.

Se todo o nosso empenho não for suficiente, é por meio de Sua graça que obtemos forças para continuar tentando. O Senhor disse: “E se os homens vierem a mim, mostrar-lhes-ei sua fraqueza. E dou a fraqueza aos homens a fim de que sejam humildes; e minha graça basta a todos os que se humilham perante mim; porque caso se humilhem perante mim e tenham fé em mim, então farei com que as coisas fracas se tornem fortes para eles.” (Éter 12:27)

Se buscarmos a ajuda do Senhor para mudar, teremos então esta promessa: “Eis que aquele que se arrependeu de seus pecados é perdoado e eu, o Senhor, deles não mais me lembro”.

O Senhor não desiste de nós. Ele disse: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.”A alegria e a paz que sentimos ao saber que fomos perdoados é uma bênção divina. Essa paz chega no momento determinado pelo Senhor e à maneira Dele, mas sempre chega.

4) Podemos SIM mudar: Todo dia é uma nova oportunidade para nos lembrarmos de nosso Salvador e seguir Seu exemplo. Sem arrependimento, não podemos progredir. É por isso que o arrependimento é o segundo princípio do evangelho.

É somente por meio do arrependimento que conhecemos o Salvador, e nossa fé e confiança Nele aumentam quando buscamos Sua ajuda para mudar.



O cultivo de qualidades semelhantes às de Cristo é uma tarefa árdua e implacável — não é para o que trabalha ocasionalmente ou para os que não se desdobram sempre e sempre.”

Spencer W. Kimball, Ensign, novembro de 1978, p. 105

No comments: