September 16, 2009

Simpática ao Plano Nutricional Divino.

Eu sempre fui simpática à Causa Vegetariana, desde que ordenada pelo Senhor. Mas, Ele não a ordena agora, pelo menos não totalmente, pois o organismo precisa de algumas coisas que, sem a carne, precisamos repor de alguma forma.
Em relação às mulheres, precisamos deixar claro que as vegetarianas ( não semi, lacto, ovo - mas as especialmente vegan, ou seja, nenhum tipo de alimento de origem animal) não tem menstruação, ou seja, sofrem de amnorréia. Algumas até atendem à causa como método anticoncepcional.
Pra quem não sabe, o vegetarianismo é uma filosofia de vida que muitas pessoas adotam como opção de estilo de vida e de alimentação. Há uma classificação entre os diferentes tipos de dieta vegetariana, dependendo dos alimentos que as pessoas consomem:
- dieta semivegetariana: exclui só as carnes vermelhas; as brancas — como frango e peixe — são permitidas;
- dieta ovolactovegetariana: é composta de vegetais, frutas, cereais, leguminosas, ovos, leite e derivados, mas exclui todos os tipos de carne;
- dieta lactovegetariana: tem apenas o leite e derivados como fontes de proteína;
- dieta ovovegetariana: dos produtos de origem animal, admite apenas os ovos, que são usados como a maior fonte de proteínas;
- dieta vegan: esse tipo é o mais restrito, pois só permite produtos de origem vegetal.
As implicações nutricionais importantes para crianças e adolescentes que seguem essas dietas estão principalmente na falta de consumo de proteínas de alto valor biológico que encontramos nos produtos de origem animal. A carência desse nutriente pode comprometer o crescimento e o desenvolvimento intelectual das crianças. Além disso, as grandes quantidades de ferro, elemento importante no combate e prevenção da anemia ferropriva, estão em alimentos de origem animal, como o fígado e a carne.
Outro problema é que a vitamina B12 (também conhecida como cianobolamina) só é encontrada em produtos de origem animal, como fígado, rins, carne magra, leite, ovos e queijos. A deficiência desse nutriente pode causar a anemia perniciosa e a anemia megaloblástica. Os sintomas mais comuns da falta dessa vitamina são desordens nervosas, boca e língua doloridas, neurite (inflamação dos nervos) e o que comentei antes, a amenorréia (falta de menstruação).
Se uma pessoa quer optar pelo vegetarianismo, deve observar algumas dicas importantes:
- Deve consumir pães e massas integrais ou enriquecidos, cereais, grãos e produtos integrais feitos ou enriquecidos com eles;
- Preferir frutas, verduras e hortaliças frescas e coma pelo menos uma fonte de vitamina C por dia;
- Se se é ovolactovegetariano, deve-se consumir diariamente leite e seus derivados e até quatro ovos por semana;
- Utilizar leguminosas, oleaginosas, óleos e açúcares com moderação.
Uma alternativa interessante como fonte de proteína é a soja e seus subprodutos. O leite de soja, o tofu (queijo de soja), a carne, farinhas e concentrados de soja são algumas das muitas maneiras de consumi-la. Mas ela deve ser usada diariamente para substituir ao máximo possível a proteína de origem animal.
A Palavra de Sabedoria é uma Lei de Saúde. E a isso subentende-se controle da obesidade, da alimentação, da saúde em geral, e por agora, o Senhor revela que a carne é necessária. Parcamente, talvez à escolha de frango, peixe, carnes vermelhas, mas magras e pouca. O conselho da Igreja também de ter-se hortas com vegetais frescos, além da busca da auto-suficiência e armazenamento, também vai nesta ordem de se retirar deles uma boa fonte de vitaminas que híbridos e trangênicos quase não os têm.
Sobre como os animais morrem, muitas vezes sao utilizados métodos em que se debatem, de acordo com o veterinário Dr. Michael Fox, "Quanto a química dos sistemas nervoso central e endócrino, sabemos que não há qualquer diferença entre os humanos e os animais. A bioquímica dos estados fisiológicos e emocionais (do stress e da ansiedade, por exemplo) difere pouco entre os ratos e o homem." (Back to Eden, Retornando ao Eden, 1989).
Hoje em dia, porcos, perus, galinhas e frangos dificilmente veêm o sol e seus pés nunca tocam a terra. A tendência mundial há muitos anos na agroindústria tem sido substituir as fazendas familiares, como as que podem ser vistas numa viagem por estradas rurais, por fazendas corporativas usando sistemas de confinamento intensivo. Mais de 90% dos animais de fazenda nos EUA são criados desta forma. Basta somente passar os olhos em jornais da agroindústria para ver que os sistemas intensivos são promovidos e defendidos como sendo necessários para a produção de carne de baixo custo.
É muito eficiente economicamente colocar um grande número de aves numa gaiola, aceitando menor produtividade por ave mas maior produtividade por gaiola...animais individuais podem 'produzir', por exemplo, ganhar peso, em parte porque estão imóveis, embora sofram pela impossibilidade de movimentação... as galinhas são baratas, as gaiolas são caras. Ou seja, quase nenhum dos produtores pensa nos animais em si, mas no lucro que eles lhes dá.
Hoje em dia também, os animais são modificados através de engenharia genética pela criação seletiva e particionamento de genes, são administrados hormônios, e sua alimentação e luminosidade ambiente são manipulados para um crescimento maior e mais rápido. A enorme quantidade artificial de carne em seus corpos causa dor e inflamação nas juntas, as quais são agravadas pelo fato dos animais de fazenda passarem suas vidas em pisos de concreto, chapas ou gaiolas de metal. Ou seja, o uso de anabolizantes em frangos por exemplo, posteriormente contribue para o câncer nos humanos, bem como o excesso de conservantes e flavors nas carnes em geral.
Os modernos antibióticos e vacinas são a razão pela qual os animais sobrevivem às condições intensivas até que atinjam o peso de mercado (ou tornem-se "gastos", o termo utilizado para vacas leiteiras ou galinhas poedeiras cuja produção cai e são enviadas para o matadouro). Os animais são mortos rudemente na maioria das vezes, o que faz com que a adrenalina que soltam no sangue, o torne venoso (talvez por isso não se deva comer o chourizo).
Como as vacas precisam gerar para lactar, beber leite de vaca cria o mercado de vitela. As vitelas machos não podem ser criados de forma lucrativa para o mercado de corte, então são abatidos com poucas semanas (algumas vezes horas) de vida.
Acredito que Cristo quando fez as roupas para Adão e Eva, tinha um propósito. Quando quis ensinar os homens a pescar e não dar o peixe, era para que também aprendessem a se alimentarem, e não comê-los à vontade, pois hoje na indústria de peixe, a presença de bradiquinina, endorfinas e nasoreceptores em torno dos lábios e boca de um peixe indicam que tem reflexos quando fisgados e depois sufocados (talvez dor?).
Ou seja, em tudo, vale o bom senso. Para quê sermos seres carnívoros abusivos se hoje em dia temos tantas outras opções? Acho que é em relação a isto, que o Senhor aconselha-nos abrandarmos nossas paixões e rermos auto controle sobre nossos desejos, na Seção 89 de D&C.
Eu fui semi-vegetariana até me converter ao mormonismo, passando a comer peixe depois e alguma carne, embora frango caipira às vezes, depois. Mas também sou muito particularmente apaixonada por plantas. Quem me conhece sabe que gosto de viver em meio à 'floresta' e sempre à um meio de vida mais natural.
Mas o Senhor foi muito generoso em relação a elas. Fê-las algumas medicinais, outras decorativas, outras bonitas, outras ingeríveis, enfim, acredito se preservarmos a Natureza, e nos utilizarmos dela para nosso bem, repondo e reflorestando, cuidando dos animais, enfim, preservando-A para que nossas gerações posteriores possam ter um pouco da mesma beleza que tínhamos quando éramos crianças.
A decisão de proteger os ambientes naturais, matar animais e comer carne demais ou controlar a poluição não está apenas nas mãos dos políticos e grandes industriais. Está sobretudo na rotina diária de cada cidadão comum do planeta. Reduzir desperdícios de toda ordem (quando mais recursos são desperdiçados, tanto a mais é preciso tirar do meio ambiente), evitar o consumo desnecessário de energia, desde comprar eletrodomésticos e lâmpadas eficientes a manter aparelhos sem vazamentos, não deixar luzes acesas, reduzir o uso de veículos, fazer reciclagem de lixo ( a reciclagem diminui a demanda por matérias-primas virgens e reduz o consumo de energia), não desperdiçar água, boicotar coisas não necessárias, como casacos de pele, sapatos de couro de jacaré, peças de marfim, xaxins, etc), não jogar lixo nas águas nem fora dos lixos, enfim, fazer a nossa parte.
Assim como devemos nos desprender de coisas materiais, tornarmo-nos pessoas mais como Cristo, e todas as outras coisas que aprendemos, focarmos em nossa família e em sentimentos e nos aperfeiçoarmos como seres humanos, faz parte respeitarmos a Natureza e outros seres vivos.

No comments: