September 16, 2009

Frutas do Jardim...

Considerando alguns detalhes:
1 - Nossos antepassados mais remotos, como diz a Bíblia, viviam cerca de 900 anos.' (Gênesis, capítulo 5: "Este é o livro da história de Adão.").
2 - Na Bíblia, Livro Gênesis, capítulo 2, parágrafo 9: "O Senhor Deus fez brotar da terra toda sorte de árvores, de aspecto agradável, e de frutos doces para comer;..."
Bem... Obviamente, se no Jardim do Éden somente tinha frutas, é porque Deus com toda certeza criou o homem para ser frutífero, e por não obedecermos esta lei da natureza é que vivemos menos.
O porém hoje é que comer apenas frutas aparentemente não sacia a fome. Se experimentarmos fazer isto, sentiremos uma fome muito grande e com certeza nos faltarão os nutrientes necessários para que possamos manter a "boa saúde".
Isto se deve ao fato de que, no Jardim do Éden, as frutas não eram apenas as que nós encontramos nos mercados hoje em dia. Haveriam ainda estas frutas espalhadas por aí se nossos antepassados tivessem se amado o suficiente para plantarem aquilo que não iriam colher.
Existem porém centenas de espécies de frutas no Continente Africano (para encontrá-las, basta seguir as trilhas de certas manadas de elefantes) e no resto do mundo; e muitas destas frutas saciam a fome, tal qual o abacate e a fruta-pão, localizada no nordeste do Brasil.
Talvez devêssemos transformar o planeta novamente num jardim do Eden, porque a razão da existência do ser humano na Terra estabelecida por Deus fora para que ele cuidasse do Jardim do Éden: Gênesis 2:15 "O Senhor Deus tomou o homem e o colocou no jardim do Éden para o cultivar e o guardar."; ou seja, o ser humano sendo frutífero, teria que plantar e manter as árvores frutíferas que Deus plantara no Jardim do Éden; o homem teria que seguir o exemplo dado por Deus, que criara o Jardim do Éden.
O fruto proibido que fala na Bíblia, nada é além do que a "simbologia daquilo que a natureza, através das mãos de Deus, não se oferece para ser comido". Não tem nada a ver com maçã (ou côco . Maçã e côco você pode comer à vontade.
Porque Deus chamou o fruto proibido de "o fruto do bem e do mal"? Simples, porque o desrespeito à natureza influencia em nosso comportamento. Se comermos do fruto proibido, perdemos a sensibilidade em relação às coisas que Deus criou e esta insensibilidade, em grande escala espalhada pela Terra, é o motivo de todo o mal do mundo.
Porque está escrito que a cobra falou para Adão e Eva que se comessem do fruto proibido seriam como deuses? Hoje os seres humanos são como os deuses, fabricamos de tudo, vivemos no conforto, mas somos conhecedores do bem e do mal - basta ligar a televisão. No entanto, como Deus disse, nós morreremos por isto. Para que possa ter uma vida muito, mas muito longa, ao ponto de parecer eterna, a pessoa deve comer apenas o que a natureza a oferece, e não tirar dela o que ela não oferece. Por exemplo: Ao se comer uma maçã (...ou outra fruta...), você não está danificando a natureza, porque a maçã quando já madura está pronta para ser descartada pela macieira, atingir o solo e servir de abrigo e sustento às sementes que nascerão para se tornarem novos pés de maçã. Você então deverá comer a maçã, tirar suas sementes e plantá-las e, se possível, cuidar para que elas nasçam e cresçam, de modo a substituir aquilo que você tirou da natureza, que é o invólucro que protege a sua existência; assim como a polpa das frutas protegem as sementes, elas protegerão sua vida. Deste modo você não estará interferindo no ciclo da vida para se manter vivo, e fará com que outras pessoas que virão, que já existem, seus pais, irmãos, filhos que você tenha ou porventura vier a ter, você próprio(a), amigos e até inimigos, não deixem de ter a oportunidade de poderem se alimentar graças ao que a natureza oferece de "mãos abertas".
E assim, seguindo este raciocínio, passar a se alimentar para todo o sempre.
Frutas são também tudo aquilo que as plantas estão lhe oferecendo, como tomate, abóbora e pimentão, por exemplo.
Já as verduras não devem ser comidas porque elas não estão se oferecendo para que você as coma. Elas estão lá, vegetando a vida delas (deixa meu filho ler isso! Ele vai me perguntar: "Mom, so why you annoy me so bad to eat 'em???) Se você as cortar para comer, você estará tirando a vida delas e, da mesma forma que você tira a vida delas, ao ingerir no seu organismo (comê-las), elas tirarão um pouco da sua vida. Todas as outras plantas que você que tiver que matar para comer, não as ingira; estas plantas não estão se oferecendo para que você as coma.
Os cereais, que nada mais são que sementes, também não devem ser comidos; eles não estão se oferecendo para que você os coma, porque eles são o início de uma nova vida.
Bebidas alcoólicas são derivadas de plantas que não se oferecem para serem comidas; assim como o fumo, maconha, cocaína, heroína, e todas as outras drogas imagináveis.
E quanto à fruta da vida eterna? Exemplo: Deus vê que um índio ao andar pelo mato e encontra uma fruta silvestre se sente feliz e a come, mas não pensa em ajudar o próximo, dando no futuro a ele a mesma alegria que está recebendo e, ao invés de plantar as sementes das frutas, as joga fora e, por esse motivo, Deus nunca voltará para nos dar do fruto da vida eterna enquanto não mudarmos este comportamento.
Mas nós podemos viver aproximadamente mil anos, mesmo sem comer do fruto da vida eterna, desde que somente comamos o que a natureza lhe oferece. Somente com o mundo repleto de árvores de frutas é que poderíamos seguir a filosofia de Jesus Cristo: Eis o que ele falou: Mateus 19:21: "Respondeu Jesus: "Se queres ser perfeito, vai, vende teus bens, dá aos pobres, e terás um tesouro no céu. Depois, vem e segue-me". Pelo menos nós teríamos o que comer se seguissemos Jesus, pois uma árvore de frutas dá frutas por anos e anos.
Agora, deveríamos plantar montes de árvores frutíferas, em vez de transformar a terra que Ele nos deu num inferno.

No comments: